Leonardo Pascoal defende bloco regional da Bacia do Sinos

 

 

O presidente do Consórcio Pró-Sinos e prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal, voltou a defender a adoção das bacias hidrográficas como critério para regionalização do saneamento básico, conforme previsto na Lei 14.026/20. Ele participou, nesta semana, do seminário promovido pela Associação dos Municípios da Região Metropolitana (Granpal) relacionado ao tema.

“Precisamos, de forma muito clara e assertiva, discutir a regionalização do saneamento porque, se esse tema não for bem definido, com a desestatização da Corsan, correremos o risco de eventualmente ter algumas dezenas de municípios sem viabilidade de um serviço economicamente viável para o atendimento do abastecimento de água e da coleta e tratamento de esgoto”, afirmou Pascoal no evento.

  Para o presidente do consórcio, a privatização da companhia e a regionalização do saneamento precisam ser discutidas paralelamente. “Hoje, um pequeno grupo de municípios acaba por financiar as operações da companhia. O governo do Estado vem propondo uma consulta pública nesse sentido, para que isso seja feito sem que haja risco para as cidades de menor porte”, observa.

Em abril deste ano, o presidente do Pró-Sinos e sua diretoria estiveram reunidos com o secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS, Luiz Henrique Viana, e foi reforçada a proposta de adoção das bacias hidrográficas como critério para regionalização do saneamento. “Temos uma caminhada bastante significativa nessas organizações regionais e conhecemos profundamente a realidade das cidades que compõem a Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos”, finaliza.





Endereço

Atendimento