Consórcio Pró-Sinos realiza a 2ª Assembleia Geral Ordinária de 2020

Projeto de Monitoramento Espacial, logística reversa e gestão de resíduos urbanos foram contemplados na pauta da reunião virtual

 

O Pró-Sinos realizou, nesta quinta-feira (24), a 2ª Assembleia Geral Ordinária deste ano. Além dos membros do consórcio, participaram representantes de 13 municípios que integram a Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos. Além da execução orçamentária deste ano até o mês de agosto, estavam na pauta o Projeto de Monitoramento Espacial, Logística Reversa, Usina de Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e outros temas. A reunião foi conduzida pela diretora-geral do Pró-Sinos, Jéssica Madril.

No encontro virtual, foram apresentados pela área técnica do consórcio os avanços do Projeto de Monitoramento Espacial. Os locais onde o Pró-Sinos realizará o controle da água estão definidos. Os pontos foram determinados de modo a cobrir os principais afluentes do Sinos, desde as proximidades das nascentes até a foz, no Guaíba. Na avaliação da diretora-geral, em breve a plataforma será desenvolvida e os municípios terão informações relevantes à disposição, com a criação da série histórica.

O laboratório Hidrobrasil, especializado em análises químicas de águas, já realizou a primeira campanha de medição de parâmetros e coleta de amostras. Os relatórios e ensaios estão em elaboração. Além disso, a empresa Fortalezatec venceu a licitação para desenvolver o software que permitirá o armazenamento, processamento dos dados e apresentação de informações gerenciais que serão oferecidos aos usuários do sistema.

Em relação à Usina de Reciclagem de Resíduos da Construção Civil, foram discutidas alternativas para a viabilidade da operação. Já a respeito da implantação da Logística Reversa, em relação ao descarte das lâmpadas, o consórcio tem feito negociações com as entidades gestoras dos setores produtores e distribuidores desses produtos, buscando tornar efetivos os acordos setoriais firmados entre essas entidades e o Ministério do Meio Ambiente. A área de Educação Ambiental está trabalhando num levantamento dos estabelecimentos que poderão receber esse tipo de material. Na reunião, foi sugerida a divulgação dos pontos para participação da população, bem como as regras de uso.

Por fim, foi feita a atualização do status do projeto apresentado em edital de chamamento público da Caixa, para criação de Parceria Público-Privada para gestão sustentável do resíduo urbano. Toda a documentação já foi entregue e os municípios aguardam a seleção. O Pró-Sinos desenha soluções que possam beneficiar os demais consorciados que não fazem parte do projeto.

 





Endereço

Atendimento