Pró-Sinos e Corsan discutem ampliação de prazos para reclamações de usuários

A Diretoria de Regulação e a Ouvidoria do Consórcio Pró-Sinos reuniram-se sexta-feira com a direção da Corsan para tratar das normativas legais que estabelecem o fluxo e prazos das demandas dos usuários. De acordo com a ouvidora Patrícia Witt, é importante discutir as normas legais em curso e as existentes, a fim de alinhar e padronizar os procedimentos entre a Corsan, Pró-Sinos e usuário. "Isso irá estabelecer as regras que são fundamentais, mas, sobretudo, garantir mais rapidez nos trâmites para melhor o atendimento ao cliente/usuário dos serviços de saneamento", diz a bióloga.

Responsável por regular as relações entre a concessionária e o consumidor, o Consórcio tem como uma de suas preocupações garantir prazos adequados para que o consumidor possa entrar com recurso de infração, por exemplo. "Vamos revisar a Resolução em relação aos prazos dos processos. Esta reunião teve como objetivo  alinhar os procedimentos e estabelecer uma dinâmica de trabalho entre o Pró-Sinos e a Corsan, o mesmo valendo para a Comusa, em Novo Hamburgo, que também é regulada pelo Pró-Sinos", ressalta o diretor de Regulação, engengeiro civil Tiago Gomes.

O Pró-Sinos também informou à Diretoria Comercial da Corsan que a Regulação possui equidistância para que os sistemas de saneamento sejam equilibrados, e que a Regulação atua inclusive em prol da concessionária para estabelecer o justo, como demandas provenientes do Ministério Público, titular do serviço e usuário.

Compartilhar

Endereço

Atendimento